Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tete Magazine

Atualidade, Sociedade, Economia, Desporto

Tete Magazine

Atualidade, Sociedade, Economia, Desporto


W3.CSS

25.Jun.18

Centro de saúde recorre à luz de velas para fazer partos

O Centro de Saúde de Mahel está a três anos sem energia eléctrica devido a avaria de duas baterias e do painel solar que alimentavam aquela unidade hospitalar.
O governo moçambicano assumiu o compromisso de levar a energia eléctrica para toda população até 2030, e enquanto o ano não chega, muitas infra-estruturas continuam a funcionar às escuras. É o caso do Centro de Saúde de Mahel, que há três anos não tem corrente eléctrica, depois das duas baterias e do painel solar que abasteciam aquela unidade hospital, terem avariado. "Já não está a funcionar nada desde 2015, mesmo assim trabalhamos 24 horas por dia" disse a enfermeira de saúde materno infantil, Diocésia Elsa, explicando que o atendimento á feito à luz de velas.
"Eu tenho de acender velas para assistir os partos" contou Diocésia. Para além deste meio, o centro de saúde utiliza também a lanterna do telefone e o candeeiro para diminuir a escuridão.
Sem detalhar, o chefe do posto administrativo de Mahel, Albertino da Costa, explicou que está em implementação um projecto para a electrificação, estando neste momento na fase de implantação de postes. O Centro de Saúde Mahel presta serviços para cerca de três mil pessoas que residem em 10 localidades, algumas delas distantes daquela unidade sanitária. "O meu filho nasceu na rua, não conseguimos transporte a tempo de chegar ao hospital", lamentou Fátima Mulhovo. Malária e diarreia são as doenças mais frequentes no posto administrativo de Mahel, com cerca de três casos por dia. Os pacientes são atendidos por quatro profissionais da saúde, nomeadamente três técnicos e um servente.

Fonte: O País
Compartilhar: