Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tete Magazine

Atualidade, Sociedade, Economia, Desporto

Tete Magazine

Atualidade, Sociedade, Economia, Desporto


W3.CSS

17.Jul.18

Falta de fundos condiciona conclusão de ponte em Mocuba

PONTENORIO

A construção da ponte sobre o rio Marmanelo, na Zambézia, está condicionada devido a falta de pagamentos por parte do Conselho Municipal de Mocuba à empresa contratada para executar a obra.

 

 

As obras arrancaram em 2016 e deviam terminar em seis meses, mas, devido a falta de desembolso de fundos, os trabalhos estenderam-se até então. Por outro lado, o não desembolso dos fundos tem condicionado a vida dos trabalhadores que estão a erguer a infra-estrutura. “Lamentamos questões de salário.

 

Estamos há dois meses sem receber nada”, disse um deles. O empreiteiro, Juliasse Segundo da Tumbine Construções, reconhece a reclamação dos trabalhadores e diz estar a aguardar o desembolso dos fundos por parte do Conselho Municipal. No entanto, o vereador do Conselho Municipal de Mocuba, Chico Luís, diz que as obras estão a decorrer graças ao financiamento do Fundo de Estradas e que agora aguardam pelo desembolso da outra parte. “O primeiro desembolso aconteceu, de total de 50% da obra.

 

Neste momento, o empreiteiro submeteu a segunda e última factura ao Fundo de Estradas e está a aguardar pelo financiamento”. A ponte terá vinte metros em betão armado e vai beneficiar a mais de 10 mil habitantes do bairro Marmanelo, o mais populoso com 12% da população do Município de Mocuba.

 

Para os residentes, a conclusão da ponte vai aliviar o seu sofrimento. Contactado para falar da questão do desembolso do valor, o Fundo de Estradas não se mostrou disponível. 

 

Compartilhar: